quinta-feira, 2 de julho de 2009



Volta e meia me perguntam sobre a transposição e seus efeitos explosivos. Ainda me pego pensando em como as pessoas vêem certas coisas, afinal estamos tão acostumados a crer fielmente nas mentiras que a televisão inventa. Coisas sobre grandes feitos, progresso, tecnologia, hipermetropia... Incrível muitos ainda nem saberem que estamos diante do maior projeto da engenharia em execução no momento. E que está acontecendo bem aqui ao nosso lado, na Caatinga pobre. Mas a televisão não pode mostrar esse tipo de coisa... Afinal, o que é um monte de galhos secos? Essa semana em uma das expedições científicas da universidade, para pesquisa e coleta de germoplasma vi a obra em um de seus eixos, parte que vai desde Salgueiro-PE até Mauriti-CE. É de uma dimensão inimaginável. Uma coisa bruta, forte, devoradora. E essas nem são as únicas coisas que o povo é privado. A todo momento surgem novidades, suspensão de pesquisa, projetos de lei que aprovem a poligamia. É tudo tão ingênuo e hipócrita. Como um despertar de tolos frente a um mundo admirável. Tudo tão normal. E como Oscar Wilde disse, normalidade é uma ilusão imbecil e estéril.

Then I fly back to my rest
I fly back with my nuclear
But everything is different
(Alanis Morissete - Citizen of the planet)


13 comentários:

Elcio Tuiribepi disse...

É que as vezes nada é realmente o que parece, sobre as férias por exemplo, a gente fica doido que ela chegue logo, aí quando chega bate uma ausência da correria..rsrs
Valeu a visita...um abraço na alma

Ric Dexter disse...

Existem projetos de lei que aprovem a poligamia??
Obaaa!! hehehe!!

Beijos!

Andarilho disse...

Nossa engenharia tão limitada... basta observar os projetos do grande Engenheiro, a nossa volta, para vermos que ainda não somos nada.

Afinal, ele não precisou de tratores para por o Chico onde está.

Obrigado pela visita. Estou tentando escrever algo, para que você não seja obrigada a reler nada, mas essa semana está difícil. Vamos ver no que dá.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Josy,

Esse negócio de aprovar a poligamia, sei não...

Beijo grande, menina linda.

Rebeca

-

Eduard disse...

Bella...

Como sempre você quuerendo consertar os problemas do mundo...
E eu aqui pensando em qual vai ser o flme da seção da tarde.

Admirável. You... ^^

Germano Xavier disse...

E o pior que isso é apenas uma parte de todo o lodo, Josy. Se formos analisar tudo, talvez teríamos vontade de enfiar uma faca no peito.

Carinho grande.
Sigamos...

A Madrasta Má disse...

Muito triste essa cena...
vc é bióloga?
Bjinhos da Madrasta

Judith disse...

Linda Josy!
E aí, qual foi o livro que vc comprou para a viagem?
Eu pedi ajuda lá no blog pra saber qual será o próximo que vou ler... rs. Passe lá e me dê sua opinião.
Ótima quinta-feira pra vc.
Saudadeeee.

Beijo! Beijo! Beijo!

O Profeta disse...

Haverá?! Há sempre uma deusa perdida
Nos labirintos da contradição
Há sempre alguém que usa a palavra amor
Soprando doce veneno ao coração
Há sempre alguém que nos diz coisas tontas
Há sempre alguém que afugenta a Saudade
Há sempre alguém que nos marca a ferro frio
Há sempre uma alma ausente da verdade

Bom fim de semana


Doce beijo

Germano Xavier disse...

Eu lembrei também da última viagem que fiz com meu pai para o centro de Pernambuco. Entrando no estado de Alagoas, percebe-se na margem das estradas vários focos da construção referente à transposição. Realmente uma obra faraônica, com consequências obscuras.

Mais um carinho, Josy.
Continuemos...

Judith disse...

Querida, obrigada pelo carinho, viu?
Vê se não some. E o livro que comprou, já leu? Depois me conta.
Tenho novidades... um blog só pra livros!

http://judithle.blogspot.com/

Beijão!

Lélia Campos disse...

Josy
Passei pra expiar seu blog, e já gostei!! Vou adiciona-la aos meus favoritos, gostei da maneira como escreve e do engajamento que sinto em suas palavras, que imagino serem reflexo de suas ações.
Parabéns pelo blog, e obrigada pela visita que fez ao meu, apareça por lá sempre.
Beijos

Daniel "Amarelo" disse...

a mídia é cruel e alienadora, e nós infelizmente somos preguiçosos, e acreditamos fielmente que só existe o que nos dizem na TV, nada mais...

Ultimamente os escândalos em brasilia estão apagados, pois é tanta mídia pra morte Michael Jackson, por exemplo, que o coitado deve se revirar no caixão cada vez que o nome dele é falado... isso se ele realmente morreu...