domingo, 19 de abril de 2009

Jude [3]


'A moça que queria morar de frente para o mar.'

As semanas seguintes continuaram chuvosas. Chuvas de abril. Mais uma variação climática. Marvin me acha 'nerd' por associar esses fatos. Ele prefere acreditar que por trás de 'tudo isso' há um pouco de exagero para despertar-nos, que as coisas vão ficar 'bem' depois. Como se proteger em um casulo imaginário. Fingindo que as coisas não existem.
Marvin compartilha comigo o gosto pela chuva. De ficar olhando na minha varanda o 'formigueiro' de guarda-chuvas coloridos que passaram lá em baixo com suas sacolas de papel cheirando a pão fresco.
De sair para fotografar depois da 'calmaria'. Ele todo posudo com a Nikon D70 de estimação e eu sonhando com a Canon 20D que terei um dia. Das corridas apostadas na volta para ver quem se molha menos, que sempre termina no café da esquina com um 'capuccino big' coberto de chantily e várias partidas de 'chess'. Ele acha minhas fotografias 'abstratas'. A chuva. O mar. Os rostos e suas feições. Eu perguntadora.
-Marvin, como faço para focar a 'alma'?
Ele sem saber como responder.
Tenho sentido as coisas retrocedendo. As conversas boas do ônibus na volta da faculdade. O menino das 'hawaianas' quebradas cujo as vezes ainda vejo o olhar. Me fitando. Me esmagando. E a fatia de melão.
Tive um sonho estranho.
Uma chaminé fumaçando em meio ao siêncio. Dentro de uma velha casa, o barulho 'estalante' de lenha queimando. Um cheiro de bolinho de avó que exalava forte enquanto o óleo fervia com o calor das palavras da velha senhora de gorro no pescoço.
-Vó, de que a senhora tem mais saudade? questionava uma garotinha 'inquisidora'.
-Das flores amarelas que eu avistava da varanda quando chovia. E da luz dos 'candeeiros'. Do tempo. Que passa correndo.
-Se for verdade que existe mar quero ter uma varanda bem de frente.
Além do menino, agora esse sonho. Que também não sai da cabeça. Que me transportou á história de 'Merren', do velho que queria ver o mar.
Para variar acordei pensando que deve ser normal sentir falta do que nunca fomos.
Plantei uma árvore nova no quintal. Uma Bignoniaceae. Tabebuia avellanedae.
Tabebuias are my favorites trees.
No escola de 'english' o garoto das lentes embaçadas continua me chamando a atenção. Isolado na ultima cadeira da fila.
Marvin as vezes se isola em seu quarto arrumado para ler Vinicius de Moraes. Eu não gosto muito do Vinicius.
Mas as vezes também me pego nesses momentos 'nostáugicos'. Lendo jornais na ultima carteira, vendo os grandes homens de caráter pequeno...]

"Há um cartaz na parede
Mas ela quer ter certeza
Porque você sabe que às vezes as palavras
têm duplo sentido
Em uma árvore a beira do riacho
Há um rouxinol que canta
Às vezes todos os nossos pensamentos estão errados."
[Stairway to heaven - Led Zeppelin]

8 comentários:

Germano Xavier disse...

Você está produzindo filosofia, Josy.

Quase que uma alquimista. Mixórdia de coisas e impressões.

Bom isso.

Um carinho de novo.
Sigamos...

ANIMAÇÕES disse...

Vc escreve super bem..
Parabéns

Germano Xavier disse...

Passando e relembrando...

Um carinho, Josy.

Continuemos...

Judith disse...

Hoje eu saí cedinho e passei a manhã toda na rua. Dia cinza, ja frio. E quando cheguei em casa na hora do almoço, lá pela 1 da tarde, o céu foi escurecendo e os primeiros pingos caindo. Chuva! Lembrei de vc... rsrs. Não tive dúvidas: vim me isolar e ficar aqui com meus pensamentos. E dias assim são melhores ainda com uma caneca bem grande de capuccino e biscoitos amantegados. Adoro na vida!
Beijos, querida. Bom fim de semana.

Judith disse...

Quem sabe um dia nós não nos encharcamos de chuva e depois não nos esquentamos com um capuccino - eu, vc e o Marvin? rsrsrs
Como foi o fim de semana? O meu foi calmo, frio e cinza. Perfeito! rs
Boa semana!

Judith disse...

Bingo! Montanhas são tudo!
Aqui também não há montanhas por perto, mas há um morro muito interessante onde vamos fazer algumas trilhas de vez em quando. Sendo assim, melhor vc arrastar o Marvin pra cá, porque, sinceramente, no nosso caso eu não acho que o morro vá até Maomé... kkkkkkk. Mas não custa tentar. ;)
Sem contar que temos um ótimo café aqui onde sempre vou. ehehehehe
Kisses

Judith disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Judith disse...

Vamos combinar que andamos um tantinho preguiçosas pra postar, não? rssrs
Mas venci a dona preguiça e, num ímpeto de ousadia, fiz um novo post! ahahahaha
Beijos