quarta-feira, 29 de abril de 2009

Crazy Mary


.

Mais um feriado. As universidades param. Ela assiste o jornal. E como sempre não entende toda aquela guerra. E todos aqueles colarinhos brancos em crise enquanto as pessoas se matam por comida. Lembrou do Andarilho anonimo. "E violência, sexo, video-games e coisas japonesas estranhas e incompreensíveis." E feições inocentes.
Ela toca 'guitar' e queima um incenso de jasmim, mas isso não afasta seus pensamentos. E mais tarde quando ela sai para instituição onde faz trabalho social, lá fora os vira-latas magrelos farejam o lixo. E mais adiante a criança magrela também fareja. E a maioria das pessoas não está na rua, porque é feriado e provavelmente têm algo melhor para fazer. Ela veste uma camiseta pintada com o 'Einstein'. E fala sozinha enquanto caminha. Mais tarde ela passa por uma praça e vê crianças amarelas e amedrontadas brincando enquanto os ultimos raios se desfazem. E uma dondoca passeando com seu filho, se desvia do caminho para evitar a cena. Porque eles fazem parte de diferentes 'impérios'. Estranho as pessoas sempre donas da verdade, rotulando tudo. Como ter orgulho disso se somos mesmo uma farça? Uma geração que dança conforme a música deles. Esperando sempre ouvir as mesmas coisas. Pobres marionetes desse sistema podre. Tão estupidos.

"Sonhei que estava voando acima das árvores além das colinas
Avistei a casa da Maria louca
Paredes insuportáveis cobertas de jornais
E Maria superando tudo...Tudo..."
(Crazy Mary - Pearl Jam)

8 comentários:

Judith disse...

Pois é, fim de semana ensolarado. Mas sem calor. De manhãzinha e a noite, ta bem frio. E durante o dia, um clima gostosinho. Adoro!
Aaaahhh queria mais férias! Maaass... quarta-feira estou de volta ao trabalho.
Bom domingo, flor!

Germano Xavier disse...

Pequeno texto inquiridor.

Um carinho, Josy.
Continuemos...

Judith disse...

Segunda-feira de chuva. E chuva MESMO! Sendo assim, dia de cama, pipoca e dvd.. rs.
Beijos.

D. Pimentel disse...

Olá Josy, primeiramente obrigado pela visita.
sabe? gostei bsatante do seu blog!
Seu último post me fez lembrar da poesia "o bicho" de Manuel Bandeira e tbm de uma coisa que me disseram algum tempo atrás : "algumas pessoas se fecham na perfeição de seu mundo particular para não encarar a dura realidade".

byee.

Germano Xavier disse...

Relendo, relembrando e deixando um outro carinho sincero...


Continuemos, Josy.

Bernard disse...

Gostei.
Isso de fato e bastante presencial.

-E o feriado sem inteligência, para acabarmos cheios de clichês.

Andarilho disse...

Uma frase ali me é bem conhecida... ;)

Nessas horas lembro-me sempre da velha máxima do homem que queria mudar o mundo e, no fim das contas, descobriu que precisava mudar a si mesmo.

Como sempre, seu texto questiona o funcionamento das coisas, pensa sobre elas. E pensar é algo que nosso "sistema podre" não nos ensina. Parabéns.

Judith disse...

Huummm... quem sumiu? Será que fui eu ou será que foi vc? ehehehe
Gripe e preguiça se apossaram de mim, mas estou de volta!
Boa semana pra vc. ;)