segunda-feira, 30 de junho de 2008


Os sintomas do resfriado estão indo embora à medida que os comprimidos acabam. É estranho essa coisa de controlar o tempo. De ficar esperando que se completem as próximas 12 horas. É estranho também que liberdade às vezes seja somente acordar se sentindo livre do poder que as pessoas têm de te magoar. Os noticiários das ultimas semanas estão dizendo que os empregos formais cresceram no país. O quarto continua levemente bagunçado. Quando os finais de semestres se aproximam os objetos se libertam do domínio e as apostilas não cabem mais na estante. Definitivamente, apostilas são detestáveis. Ocupam muito espaço, ficam desordenadas e é muito fácil perde-las. Perder. A vida é mesmo uma CPP, quando escolhemos algo, na verdade estamos escolhendo perder algo também. Que difícil então. Mas, não podemos ter tudo né?

“É “de esquerda” ser a favor do aborto e contra a pena de morte, enquanto direitistas defendem o direito do feto à vida, porque é sagrada, e o direito do Estado de matá-lo se ele der errado.” ~Luís Fernando Veríssimo

4 comentários:

Mensageiro disse...

Então....


Rotina de novo?

Lua disse...

é a vida né?
a gente aceita ou desiste.
haha.
bjs

Princesiiinha disse...

A vida é assim né, escolhas, erros, acertos, perdas, ganhos, conquistas, sonhos, bagunça, noticias, acontecimentos, dores, dias, tempos, passagens (...)
É ê vidaa!

Gostei daqui, gostei de como vc escreve.

Voltarei mais vezes ;)

Posso te linkar? :D

Andarilho disse...

Somos perpetuamente livres da influência externa, desde que entendamos que nossos passos são dados pelos nossos próprios pés, e que nossas felicidades e tristezas são resultado daquilo que trouxemos para nós mesmos.

Belo texto.